top of page

Viver de arte como artesã de rua

Na busca de me descobrir e descobrir a revolta que sempre existiu em mim, pela vontade e o sentir de ser artista que, há três anos, mais ou menos, comecei a minha jornada como artesã de rua, viajando o Brasil por meio do artesanato que desenvolvo ao longo das vivências.


Viver da arte não é algo fácil. Apesar de estarmos rodeados por ela, muitas vezes não a percebemos, não sabemos e não entendemos que é tudo arte. Mesmo assim ela é desvalorizada, subestimada e, bom, viver da arte na rua se torna ainda mais complicado.


A arte de rua é a expressão dos marginalizados já dentro dessa própria marginalização. Talvez tenha ficado meio confuso. É que a arte de rua é desprezada até pelos próprios artistas, então a nossa existência é beirada por resistência: receber cem 'nãos' para um 'sim'; persistir; saber se reinventar para sobreviver. Se torna intrínseco dentro de nós; se não lutarmos, não vivemos. É uma escolha diária.


Infelizmente (e inevitavelmente), muitas vezes enfrento preconceitos, olhares desconfiados e a desvalorização vinda inclusive de amigos e família. Eu entendo, muitos acham que não é digno de sucesso só pela falta de uma formação acadêmica, então acabam por não enxergar meu trabalho como arte – porque também não enxergam a arte como trabalho. É como se minha expressão artística fosse invisível por aqueles que passam por mim. Essa falta de reconhecimento de todos, a falta de valorização, isso torna minha jornada desafiadora.


Acho que todo artista, em algum momento, deseja não ter nascido artista. Mas seria uma negação caso eu não fosse, porque não tem nada que me preencha mais do que o sentimento de quando consigo, com minhas próprias mãos, produzir algo que expressa minha história, e escancara meu ser.


Ser artesã é algo que me preenche, algo que me salvou de muitos estigmas que eu tinha na minha cabeça sobre trabalho, dinheiro e sobre a própria arte. Me descobrir como artista de rua foi um processo lindo e doloroso, e que ainda me traz muitos questionamentos. Mas foi só a arte que me fez conquistar algum tipo de sentimento parecido com o sucesso. Só ela me possibilitou a percepção como artista que eu tanto precisava dentro de mim e nem sabia. Só ela fez com que eu pudesse conhecer pessoas, lugares e histórias e me levou para muito além de tudo que eu já tinha conhecido e imaginava sobre o mundo. Tudo isso com a arte, algo que sempre esteve em mim mas que nunca pensei que seria possível trabalhar e viver disso.


Pensei que precisaria de anos de estudos, cursos e certificados para que me dessem o valor que eu achava que precisava. Depois de um tempo vivendo nas ruas com a minha arte, percebi que o reconhecimento de alguém que vem até mim e sorri porque se sente bonito usando algo que fiz é suficiente.


Cada detalhe que percorre minhas joias são uma parte de mim, e ali transcrevo uma história. Uma história que é parte da minha história. Minhas mãos me levam a construir algo para além de arte. A conexão única que temos, eu e minha produção, é o que me preenche e me faz ter a certeza de que nasci pra isso.

128 visualizações2 comentários

Posts recentes

Ver tudo

2 Comments


Lindo demais ❤️

Like

victoria guevara
victoria guevara
Sep 04, 2023

💕

Like
bottom of page